Concurso de Fotografia vai pagar R$ 200 mil em prêmios


ceara_mirim4-735x400Estão abertas as inscrições para o Prêmio Fundação Conrado Wessel (FCW) 2015 de arte, que vai pagar até R$ 200 mil para os melhores ensaios fotográficos feitos no Brasil

Um dos mais tradicionais e com maiores prêmios entre os concursos de fotografia no Brasil está com inscrições abertas. O Prêmio Fundação Conrado Wessel  (FCW) de arte 2015 vai pagar R$ 200 mil em para os melhores ensaios fotográficos produzidos no Brasil.

O tema da edição 2015 é ‘Brasil: Terra em transe’ e podem ser inscritos ensaios realizados entre 1° de janeiro de de 2014 e 15 de dezembro de 2015. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até  dia 13 de março de 2016  pelo site www.fcw.org.br .

Os finalistas serão revelados até 1º de abril de 2016. Os 15 melhores ensaios farão parte de um livro comemorativo. Destes, três serão considerados vencedores em cerimônia no segundo semestre de 2016. O primeiro lugar vai ganhar prêmio bruto de R$ 114.285,70, enquanto segundo e terceiro colocados levam R$ 42.857,10 cada.

Fonte: http://goo.gl/GdZGff

Anúncios
Concurso de Fotografia vai pagar R$ 200 mil em prêmios

Syngenta Photography Award 2014


Photography

A Syngenta anuncia hoje que o segundo Syngenta Photography Award está agora com as inscrições abertas. O prêmio busca incentivar o diálogo e promover a conscientização sobre os problemas mundiais críticos por meio da fotografia de impacto. O Syngenta Photography Award convida fotógrafos amadores e profissionais de todo o mundo para se candidatarem em duas […] Saiba Mais

Fonte: Pagina Cultural

Syngenta Photography Award 2014

Hall da Fama – Thandria Nunes


Página: Rômulo Dias Fotografia Experimental

Modelo: Thandria Nunes

Fotografia/Produção: Rômulo Dias

Hall da Fama – Thandria Nunes

Hall da Fama – Kássio Coelho


Página: Rômulo Dias Fotografia Experimental

Modelo: Kássio Coelho

Fotografia/Produção: Rômulo Dias

Hall da Fama – Kássio Coelho

Como é o amor


paris
Cecil Jordan estava em Paris, sozinha, no Dia dos Namorados. Era fotografa e tirava fotos dos transeuntes, ausentes e apaixonados. Amava o que fazia. Vivia viajando, e não parava em lugar nenhum. Ela era alta, atraente, tinha olhos verdes e um longo cabelo cacheado castanho claro. Vestia meia-calça e sapatos pretos, uma saia de cintura alta branca com pequenas listras pretas que lhe batia na metade da coxa, uma camisa branca rendada por baixo da saia, um casaco azul marinho três – quartos cortado como um smoking e um chapéu de palha com uma fita salmão amarrada. Sem contar, é claro, com o violão que levava em uma capa apropriada à mão e o deixava no chão quando… (Veja Mais)
Como é o amor