A Minha História e um Suposto Final Feliz


Estou aqui para contar a minha história..

Hoje eu acordei querendo escrever, inspirado e estou aqui para escrever e escrever e escrever

sem me preocupar com um fim,  quero descrever

tudo nos pequenos detalhes de como tudo aconteceu e como aconteceu. . .

Eu sempre fui negativo e chato em relação a relacionamento, sabe quando você acaba se acostumando em se machucar todas as vezes e já espera se perguntando quando será a próxima vez. Pois é, eu já não me apegava a ninguém sabendo que um dia ia terminar, sempre era a mesma coisa, querendo ou não isso vai acabando com a gente, eu sou um cara com uma essência romântica, sou carinhoso, dou valor, aquele que sempre ficava nas mãos das garotas porque eu demonstrava tanto mas não recebia aquilo que queria, sempre fui bobo e me dava mal e realmente eu fui mudando até chegar ao ponto de não querer ninguém. Já cheguei ao ponto de não acreditar em ninguém, em nada mesmo que uma pessoa falava para mim, eu era indiferente, seco, frio e também tratava indiferente, “Quer sair comigo” ? “Tanto faz”; Como se outra pessoa tivesse tomado conta, fiquei 2 Anos sem querer nenhuma mulher na minha vida. Sim eu consegui, afinal eu estava tão frio que não sentia falta, me sentia “bem” daquele jeito e isso foi me fechando, hoje eu sou uma pessoa totalmente fechada difícil de se abrir e de contar o que sente, não é para qualquer um que eu conto o que se passa comigo. Eu sempre fui aquele garoto popular que conhece a todos mas não tinha nenhum amigo de verdade para poder contar os problemas, e quando precisava de ajuda ninguém estava por perto e sempre que se propunham a ajudar queriam algo em troca . Realmente eu nunca soube o que é ter um melhor amigo. Em relação ao amor sempre escutava as mesmas palavras, eram as mesmas ilusões e toda vez que eu colocava um pouco de fé então quando eu menos esperava, sim já era um final e o bobo sempre se dava mal. Em tempos de colegial eu era da turma dos garotos populares, aquele que conhecia todo mundo, conversava com todos e sempre com aquele sorriso no rosto mas por dentro eu nunca estive feliz comigo mesmo, porque eu não conseguia confiar em ninguém, não conseguia me abrir era difícil pra mim, era tão seco que não sabia nem qual era a última vez que tinha derramado uma lágrima seja de tristeza ou felicidade. Estava em uma fase tão ruim que pessoas demonstravam sentimentos por mim eu não aceitava, por medo de passar por aquilo de novo, tinha medo até de arriscar. Infelizmente eu cresci assim, e nunca fui de me abrir com minha família. Foram tempos difíceis. Então depois de 2 anos e pouco me sentindo dessa forma, apareceu alguém, sim outra mulher, e não é que eu quebrei a cara de novo. Passei por tudo aquilo de novo. estava em momentos difíceis mesmo, eu já estava tão desacreditado no amor que sinceramente já via que construir uma família não se passava de um sonho. Eu tenho muitos sonhos mas este é o maior deles! Era complicado porque eu nunca encontrava alguém e sempre que encontrava me dava mal. Na Internet eu gostava de escutar música e conversar com todos eu era bastante amigo, gostava de ser aquilo que gostaria que as pessoas fossem pra mim, eu nunca fui de ter um grande amigo, mas eu me demonstrava um amigão, me acho legal, eram conversas boas e saudáveis, talvez a música e a internet os bate papo me amenizava um pouco, eu dava risadas, conversava, escutava os outros. Então aqueles dia a dia na internet já eram comuns, ficava conectado todos os dias, fazia amigos tão legais de outras cidades, e de ficar varias vezes conectado foi se tornando mais um vicio até que então nessa rotina eu conheci uma garota mas não fazia idéia que mudaria minha vida completamente.

Ela se chama Mariana eu conversava tanto com essa pessoa, conversava pela manhã, tarde ou noite e sempre tínhamos assuntos era como se assunto pra gente nunca fosse problema. Já estava me sentindo “apegado” claro, quem que não gosta de atenção não é, e quando eu via ela me chamava para conversar ou eu a chamava e assim foram por algumas semanas, pelo o que eu me lembre começamos a conversar em Fevereiro Março de 2013 conversamos durante um tempo, mas do nada não sei o que se passava que paramos de conversar, nessa época eu trabalhava na tv passava meu tempo trabalhando e ocupado talvez fosse isso que nos distanciou um pouco, aliás ela tinha a vida dela e eu a minha.. até então teve uma época na televisão que estava precisando de estágio de comunicação (Eu lembro disso muito bem) quando eu anunciei isso nas redes sociais adivinha quem veio me chamar no chat do facebook, sim a Mariana. Aliás ela é estudante de comunicação  e estava a procura de algum estagio na época!! Eu dei os devidos detalhes pra ela sobre a vaga, ela também conversando numa boa, depois que acabou e ficou um vão.. tipo cri.. cri.. cri.. aí eu puxei um assunto “então você sumiu” daí começamos a conversar e engatilhou não paramos mais, era como se não tivéssemos parado de conversar, e uma coisa eu falo VAI TER ASSUNTO LA LONGE. Gostava dela como uma pessoa que me dava atenção, uma amizade que eu vi que podia surgir, lembro que ainda naquele dia eu a chamei para sair, para fazer alguma coisa e também sabia que nossos gostos também se batiam e inclusive ela frequentava a mesma boate, o Ooze. Chamei ela para sair para o Ooze para nos conhecer conversarmos e curtir um pouco até porque nós dois gostávamos de lá. Mas ela era uma pessoa difícil me lembro que já a convidei um trilhão de vezes mas sempre falava a mesma coisa “Tenho que ver com a minha carona”. Conversamos durante alguns meses e sempre com a mesma tentativa de sair para conhece-la e nisso nós estávamos de certa forma amigos, mais daqueles amigos virtuais. Até um certo dia ela veio me chamar para ir no Ooze aí eu CLARO, como recusar né! Mas eu lembro que neste dia para mim ir eu tinha que esperar um dinheiro cair na minha conta para poder sair, porque já era o 5° dia útil dia mais feliz do mês, mas adivinha, acabou que ela foi mas não deu para mim ir porque eu acabei não recebendo naquele dia. Passaram algumas semanas paramos de conversar de novo do nada. Depois de tantos meses de vai ou não vai, éramos enrolados mas eu percebia que ela também de um certo modo também queria me conhecer e isso já era bom. Em Outubro eu a chamei novamente e já fazendo a devida proposta de sair comigo, mas dessa vez fazer algo mais light sem Ooze mas sim para uma sorveteria ou andar atoa, como nunca tínhamos nos visto seria legal ver a pessoa por trás daquela tela. Até que ela aceitou! Uhull. Nossas conversas eram tão intensas, conversamos pelo facebook, as vezes a encontrava no Ask.fm, de vez em quando trocamos tweets era engraçado porque a encontrava em todo lugar até fora da internet, era o famoso sms todos os dias, e claro sempre aquele bom dia no inicio do dia. Daí chegou o grande dia, o dia que iria encontrar a minha amiga virtual, me perguntava será que ela é legal igual na internet, será que ela é a mesma pessoa (Falo pelo fato de muitas pessoas serem extraordinárias na internet e quando a veem pessoalmente é totalmente ao contrário) conversando por SMS marcamos de nos encontrar no Terminal Umuarama para irmos juntos até a sorveteria. Então até que eu cheguei e a vi naquele banquinho lendo o livro que eu já não me lembro qual, foi legal!! Eu acho que estava um pouco nervoso mas não cheguei a demonstrar tanto, afinal uma pessoa que você conversa todo dia na internet e de repente a vê assim é quase que um choque, pelo menos pra mim. Então andamos, conversamos, foi engraçado porque eu me lembro como se fosse ontem como tudo aconteceu, lembro de nossas conversas naquele dia no ônibus indo para a sorveteria, os dois em pé!! Eu de um lado e ela do outro um de frente para o outro trocando risadas e olhares. Depois de chegar na tal sorveteria e pedir o nosso sorvete, sentamos e começamos a conversar, me lembro que ela começou a me contar sobre a Taylor Swift, (e ela é muito fã) sobre a tour que queria muito ir, falou um pouco da família dela, até brincou comigo dizendo se eu abrisse uma sorveteria e virasse bombeiro casaria comigo. (eu ri aquela hora). Gostei daquele dia, conversamos muito, depois voltamos caminhando de novo.. foi um dia legal, ela me contou literalmente muita coisa, falou até uma vez que ela brigou na escola e ela chutou a canela da pessoa, eu lembro que eu brinquei com ela, falando que essa pessoa hoje é manca, e que ta alejada até hoje, foram muitas risadas e nos damos bem. O dia passou e conversamos pela internet e sms, aquelas coisas “gostei de ter te conhecido”, “você é muito legal” nesse vai e vem eu já queria sair com ela de novo, gostei tanto da atenção e de estar perto daquela pessoa que algo me dizia que “Tenho que sair com ela de novo, escutar a voz dela mais uma vez” ela é do tipo de garota espontânea eu precisava disso para meu dia ser divertido e a companhia dela me alegrava, era uma amizade muito legal. Depois que saímos para a tal sorveteria eu não deixei passar o tempo e já a chamei para sair de novo e claro mas dessa vez no Ooze como amigos já conhecidos.

Os dia se passaram e o dia do Ooze chegou fomos com uma turma de amigos, dançamos muito!! Trocamos conversas e mais risadas, mas dessa vez estávamos um pouco distante talvez um pouco intimidados por estar com nossos amigos. Mas não conversamos tanto, conversamos pouco, porém foi legal passar por aquilo  porque eu vi o tanto que ela era legal e animada, agitada isso me motivava.. eu também dançava e não ficava parado. Até que então uma dessas meninas que estava com a gente eu fiquei sabendo depois que ela me queria neste dia, mas foi engraçado porque eu afastava e não queria nada e o interessante é que eu ia próximo da Mariana, tipo “eu não quero você e vou ficar aqui com ela” lembro que depois de tanto dançar eu cansei e sentei em um sofá que estava próximo e logo depois a Mariana e a amiga sentou também, eu definitivamente no braço do sofá e ela realmente no sofá, eu cansado e calado. Não sabia nem o que falar até que ela começou a passar a mão no meu braço tentando me arrepiar (risos) foi engraçado mas eu não arrepiava também com tanto calor e todo mundo aglomerado naquela boate, (foi engraçado a ação dela, minha vontade é de chegar mais perto.. mais e a coragem? Onde fica ?) mas foi uma noite legal ver ela de novo. Depois desse dia conversamos e conversamos como era o de costume, e claro já chamei ela para sair de novo e fomos de novo para a sorveteria e esse dia foi O DIA. Então chegando na sorveteria e depois de pedir nosso sorvete sentamos e conversamos dessa vez só nós dois eu e ela, e quando estávamos la tomando nosso sorvete começou a chover e logo depois uns chuviscos.. acabamos nosso sorvete e saímos assim mesmo no meios dos chuviscos afinal o que é que tem. 😀 Foi engraçado por aquele dia parece que foi mais forte a conversa as trocas de olhares, a gente andando em direção ao Terminal e eu sendo bobo para faze-la rir e rir alíais é o sorriso mais bonito que eu ja vi. E depois no terminal pegamos nosso ônibus sentido a nossa região.. e dentro desse ônibus foi onde marcou muita coisa, a chuva foi tanto que deixou poças gigantes nas ruas e avenidas, até que então quando fomos ver tinha “suposto engarrafamento com 3 a 4 veiculos” isso porque tinha uma poça gigante que fez tudo parar, até que alguns foram mas outros não quis nem arriscar. E nós ficamos ali dentro do busão brincando, colocando a cabeça de fora para ver (Curiosos) e nisso um outro ônibus encostou do lado do nosso e ficamos brincando e gritando “Segue a gente no Twitter” “eu brincando com uma garotinha do lado, dando tchau” e a Mariana falando para mim parar (foi engraçado) nos divertimos muito, ela até colocou o braço de fora da janela pegou um pouco de agua e colocou no meu rosto e tudo, eu claro a revidei, (Aé, já que é assim) coloquei minha mão de fora da janela deixei ela bem gelada e com um pouco molhada e coloquei nela também foi no rosto nos braços (risos) quando fui ver estávamos que nem dois bobos, aí sabe aquele momento de filme de cinema onde tudo acontece em câmera lenta? Pra mim foi desse jeito, teve um momento que ela olhou pra mim e eu olhei pra ela e parece que aquilo durou uma eternidade era como se o tempo tivesse parado aquela hora foi dali então olhando naqueles olhos e vendo aquele sorriso bobo eu me apaixonei, eu senti que eu tinha que beija-la, eu precisava, eu queria muito!!!! Alguma coisa aconteceu naquele ônibus que me mudou logo depois que saímos dele, estávamos muito bobos um com o outro brincando, trocando empurrões, zuando depois que chegamos no Terminal Umuarama um tentando empurrar o outro brincando para a poça dágua (Me lembro que nesses empurrões sem perceber encostamos em uma senhora que estava atrás, foi engraçado) Logo depois aquele abraço, aquele abraço que eu não queria sair dali nunca mais. Foi ali que eu percebi que eu devia te-la beijado também mas não aconteceu. Me lembro que depois que ela subiu no onibus e eu fiquei lá para esperar o meu para ir para casa, eu fiquei sentado no banco e tudo aquilo que aconteceu naquele dia passou e refletiu na minha cabeça como um filme e eu via o rosto dela com aquele olhar e aquele sorriso que me encantava, quando eu fui perceber já estava sorrindo sozinho.. ainda peguei o celular e com um pouco de coragem eu digitei assim “O Dia foi lindo, eu amei e que por um momento eu quase a beijei” Sim eu disse isso! Não sei como, mas eu disse. Só sei que depois de escrito na hora de enviar isso meu deus, eu ficava assim será que eu envio ou não enviou, será que envio ou não envio.. até que quando eu fui ver eu enviei. E deixei o celular lá com o coração batendo forte, depois de um tempinho ela responde algo que eu juro eu fiquei uns 5 minutos só tentando criar coragem só pra ver o que ela respondeu, e eu ainda lê meio que com aquela expressão de olhos meio fechados não querendo ler e quando eu lê, foi legal! 😀 Lembro que a resposta dela foi positiva, e que eu disse algo assim depois “que tinha medo caso eu a beijasse algo mudaria entre a gente, porque era tão lindo aquela nossa amizade” Não conseguiria ficar longe. E com essa de não conseguir ficar longe lembro que fomos ao cinema onde a minha mão entrelaçou a dela pela primeira vez no cinema, eu fiquei muito nervoso, tipo muito mesmo. Eu não sei o que acontecia que eu não conseguia beija-la, eu queria tanto mas algo dentro de mim também tinha medo de perde-la. Logo depois eu lembro que eu iria viajar e não dava para sair no próximo final de semana com ela e que inclusive era o fds do aniversário dela. Foi triste porque eu queria de qualquer jeito estar lá, foi uma chatice a viagem e eu só conseguia pensar nela, claro que deu tudo certo na viagem mas eu fui para um lugar que nem local de rede não tinha, então fiquei na tortura de ficar sem internet, sem sms, até na vontade de ligar pra ela para parabenizar e que estava com saudade (mas claro eu não iria fazer isso mesmo se tivesse telefone no máximo era dizer os parabéns, do jeito que eu era) Então eu voltei conversamos e eu contei tudo como foi a viagem e ela me contou como foi no Ooze e o meu medo que eu estava de que ela tivesse ficado com alguém nesse dia do Ooze, porque afinal éramos amigos né.. nada mais que isso mas ela fez só alguns amigos e dançou e curtiu com a galera dela, me aliviou!! E claro para não perder o costume eu a chamei para sair novamente e dessa vez em um coquetel que foi no dia 06 de Dezembro fomos a noite andando de mãos dadas, caminhando e conversando, muitas risadas!! Foi um dia marcante também. 😀

Depois deste dia eu a chamei para ir em uma festa fantasia no Ooze foi onde tudo aconteceu, saímos mais cedo para nos encontrar e esperar até dar o horário, lembro que ficamos sentado em uma praça de frente onde estava acontecendo um casamento e ficávamos falando mal do povo e falando também do nosso desejo de ir em um casamento onde tudo da errado (seria emocionante e claro engraçado) “Só a gente mesmo” (risos). Depois de quase dando o horário de entrada no Ooze fomos para a fila e daquele jeito abraçados esperando entrar, e ela me adorando me provocar.. me beijava no cantinho da boca, na bochecha me deixava com marca de batom e falava “Propriedade da Mari” lembro até que chegou uma amiga a Vitoria que me encontrou na fila e veio perguntar se eramos namorados, ficantes. (Aí eu, meu deus e agora.. desse jeito que nós ta aqui um com o outro todo mundo pensa que somos namorados, porque né) Aí a mari “Ah, somos casados”, aí eu pensei boa!!  Depois de entrar la no Ooze eu queria tanto beijar aquela garota que meu deus se não fosse agora seria nunca. (Só uma expressão, claro que a beijaria.. uma hora tinha que dar certo) E a gente dançava e dançava até que uma hora que ela estava perto meu coração bateu forte sinceramente eu gelei e falei é agora. Com aquele impulso e vontade eu a beijei era como se tudo tivesse parado e só estivesse aquela pista de dança só eu e ela, meu coração batia forte, eu ficava nervoso mas claro para amenizar eu dançava e curti no máximo aquele momento, ficamos abraçado um tempo e começamos a dançar de novo e logo depois os amigos dela chegou e um desses amigos era o ex dela. (E eu tinha ciume dela mesmo não parecendo, teve algumas outras vezes que eles foram no cinema e até no ooze, e quando ele marcava ela nas publicações do face aqueles corações, então né.. eu ficava com ciume) “Mas vale o ditado, ex, é ex e sempre ex. Dançamos bastante naquela noite até cansamos e nos sentamos no sofá e acredita não deixei faltar a oportunidade onde eu a beijei outra vez e foi o beijo mais longo, eram sorrisos após beijo era aquela vontade era tudo. Dentro de mim nem eu estava acreditando, mas já estava na cara que uma hora ia acontecer. Mas é assim que eu gosto, nada forçado, gosto que as coisas acontecem naturalmente do jeito que tem que ser! E por isso que foi tão lindo tudo no seu devido tempo, claro que um pouco demorado mas aconteceu.. só sei que nos beijamos a festa toda, quem disse que nos levantamos depois para dançar de novo, que isso pra quê. Não queria sair dali por nada, poderia ser eterno eu não me importaria de ficar só ali. Sei que depois que acabou aquela noite eu ficava pensando naquele beijo toda hora, sempre, perdia o sono pensando nela e naquele beijo e como ela me fazia tão bem e o tanto que estava se tornando uma pessoa importante na minha vida. Depois deste dia fui devolver a fantasia foi onde ela se ofereceu para ir comigo e claro que era o que eu mais queria no mundo era ficar perto dela outra vez, trocamos carinhos e foi mais um dia legal, claro que porque ela também estava comigo o que deixava ele mais especial.  Eu sentia tanta vontade de ficar com ela que logo depois foi o ano novo e seria o final de semana que não ficaríamos juntos devido ao ano novo, e meu ano novo sempre foi sem graça! Lembro que estávamos por sms e ela brincou dizendo para mim passar o ano novo lá com ela, aí eu me fazendo de “difícil” ah não, eu vou passar aqui mesmo sabe, não é tão legal mas com certeza vou passar por aqui.. até que chegou fim de tarde e minha vontade falou por mim perguntando: “Posso passar o ano novo com você?” então até que eu fui passar o ano novo com ela, não sei o que deu em mim.. mas eu queria ficar com ela, ver ela outra vez. Até que eu fui, aí era ela e a família, foi difícil no começo nos apresentar como amigos, porque seilá.. ficamos muito juntos, até que deu a 00:00 adivinha quem que se beija? Sim nós as pessoas mais lindas do mundo. Nem eu acreditei, claro que foi a reação dela, porque eu ia ter coragem nunca ali na frente dos parentes né, vai que depois de eu tentar algo, eu iria virar a caça e eles os predadores. Néh! Arriscado, não conhecia bem a família dela ainda, mas ela foi e me beijou e então dizemos: “Feliz Ano Novo” e abraços, e eu posso dizer que me senti mais a vontade depois disso. Cumprimentei a todos, desejei a todos um por um feliz ano novo até para os primos dela que ficavam brincando comigo me chamando por vários nomes, o porque, não sei porque. (risos).

Depois deste dia eu pensei tanto mais tanto, até chegar ao ponto de que eu tinha algo a dizer para ela e que pedi para ela me lembrar quando saíssemos de novo. Até que um dia saímos e ela me lembrou no onibus aí eu pensei bem e falei para ela pra gente ir no parque do sabiá que lá eu falaria. E aí chegou o dia do parque que eu iria sair com a pessoa mais especial do mundo, a pessoa que me faz muito feliz e aquela pessoa que eu olho pra ela meus olhos até brilha de tanto orgulho e capaz se deixar saí até lágrima de tanta felicidade, as vezes é difícil a gente expressar tudo o que realmente sentimos mas eu sinto e muito. Neste dia andamos, almoçamos, conversamos, trocamos carinhos, falamos mal dos gordos (risos) foi um dia legal, engraçado e muito especial, até que chegou no momento em que eu estava sentado e ela sentada no meu colo abraçada comigo e conversando.. eu levantava e ali mesmo naquele local, eu falei pra ela:”Então precisamos conversar” foi daí que eu comecei a ficar nervoso eu tento não demonstrar quando eu estou nervoso mas apesar de eu tentar esconder ao máximo sempre saí algumas brechas e sim até minhas palavras saiam com aquele tremor, foi dificil mas eu lembro que eu falei pra ela que eu tinha 3 perguntas: Uma porque eu iria para o Rio de Janeiro, a outra porque eu sou ator e eu faço cena de beijos com outras atrizes, não é qualquer mulher que aceita isso, por isso precisava conversar e esclarecer as coisas e depois de ter as respostas eu fiz a minha última pergunta: “Quer namorar comigo?” e ela respondeu: “Preciso responder, é claro, é claro” então no dia 05 de Janeiro de 2014 nos tornamos namorados e foi o dia mais feliz da minha vida e estamos juntos até Hoje. Exatamente semana que vem já fazemos 7 Meses, os sete meses mais lindos que eu já vivi com uma pessoa em toda minha vida, os Sete meses que eu me expressei, me declarei, me entreguei. Os 7 meses mais perfeitos de todos, e eu nunca fui tão feliz e posso dizer que eu estou cada dia mais apaixonado por essa garotinha que eu sabia que olhando pra ela era para nós estarmos juntos, eu nunca fui de acreditar em destino mas para essa nossa história eu tenho certeza que era para nós ficarmos juntos, era para dar certo! Nossos caminhos se cruzavam sempre e a vontade de ficar com ela era eternamente, nunca tinha um limite de certa forma ela me faz bem, só de olhar para aquele sorriso, nossa é como se a solução de todos os meus problemas estivesse só ali. Hoje nós temos planos, promessas a serem cumpridas e quando é pra dar certo não adianta realmente vai dar certo. Nossa história é linda, e eu amo tanto ficar lembrando de como tudo aconteceu, amo derramar lágrimas ao lembrar dela ao escutar uma música e lembrar que: “sim, eu tenho uma namorada e ela é perfeita” nesses 7 meses somos aquele tipo de namorados que nunca discutimos, nunca se quer brigamos e nem levantamos a voz para um ao outro, temos respeito, e o melhor de tudo somos muito amigos talvez até melhores amigos e eu falo uma coisa é assim que tem que ser um relacionamento. Eu estou cada dia mais apaixonado, teremos uma linda família futuramente nosso futuro será perfeito e sempre, sempre vou te amar Mariana Gonçalves de Oliveira Santos.

Anúncios
A Minha História e um Suposto Final Feliz

4 comentários sobre “A Minha História e um Suposto Final Feliz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s