Porque eu tenho…


Porque eu tenho a melhor namorado do MUNDO! *-* | Tumblr da Namorada: http://pieguisse.tumblr.com/

Amo lêr tudo o que ela escreve pra mim, sempre me emociono com cada palavra como este abaixo:

“Eu ainda me lembro daquele primeiro dia que saímos juntos. Duas pessoas que não se conheciam, apenas por internet. Eu não sabia o que esperar de você. Não sabia se a gente ia conversar do mesmo jeito que na internet, afinal atrás e um computador a gente sempre é mais desinibido.
Mas a gente deu certo desde o começo. Rimos muito, eu falei sem parar como sempre, e fiz varias piadas toscas, pra te fazer rir. Nos conhecemos melhor. O que era um simples encontro, sem segundas intenções virou um segundo. Te chamei para ver um filme as 15:00, num baita calor. Chamei com a certeza que não iria, afinal, você era tão legal que era da turma que só ia de noite, e eu a novinha que ia de tarde. Mas adivinha só: você foi. Serio, nunca fiquei tão feliz, por você sair comigo as 15:00 pra ver um filme que eu sou fã. E nesse dia, por algum motivo que não sei qual, você pegou na minha mão. Sabe, o que eu senti nesse dia foi parecido com filmes: fiquei gelada, querendo saber o que você estava pensando, e no que ia virar, e em como isso aconteceu.
Mas, depois desse dia, ainda saímos mais vezes. Ainda andando de mãos dadas. Ainda conversando como se não te visse a um tempo. Nós conversávamos o tempo todo: Facebook, SMS, e quando a gente saia. Teve uma vez em que você me levou pra um evento de jornalistas. Rimos muito, comemos (ráa eu não me esqueci da comida). E na hora que viemos embora, a gente ficou conversando de um jeito tão fofo, você pegava minha mão, beijava e falava que tinha gostado de sair e tal. Depois disso (ou antes, não me lembro) a gente saiu pra sorveteria (o açaí tava cheio  ). Por algum motivo eu achei o começo meio estranho, meio distante. Começamos a falar sobre os ex-namorados, o que eu achei meio “sei la”. Na hora de ir embora começou a chover, e a gente já estava daquele jeito: rindo, implicando um com o outro.
Chegando no terminal Umuarama, a gente ficou ilhado pois a poça de água estava enorme, e o ônibus não sabia se conseguia passar por ela. E foi ali que eu vi que eu queria você na minha vida. A gente estava implicando com o outro, fazendo gracinha no ônibus (com alguém querendo conversar com a criança do ônibus do lado ne u.u). Foi ali que eu olhei pro seu rosto e vi o sorriso mais lindo, o olhar mais doce. Vi que eu queria aquilo na minha vida, que queria ser o motivo do seu sorriso, que queria te fazer feliz. E acho que você também se sentiu assim ne amor… depois disso, algo mudou. Já passou pra aquela necessidade de estar com você.
Depois desse dia, saímos pra uma festa no Ooze. A festa onde tudo começou. A festa perfeita. Saímos mais cedo, e ficamos conversando um tempão. Acho que quem olhasse de fora acharia que a gente era namorado. Era só olhar pra mim e ver a cara de boba que fico do seu lado. Enfim, entramos, e estávamos la quando você me puxou e me beijou. Sabe quando o mundo para e você não escuta mais nada, e esquece de tudo? Então, foi exatamente assim.
Se não me engano, foi aqui onde você resolveu vir passar ano novo comigo. Se eu quase morri? Não imagina. Não sabia o que a gente era ainda, e claro, minha família fez questão de me matar de vergonha. Meu Deus, nunca fiquei com tanta vontade de esconder. Mas valeu a pena começar o ano do seu lado.
Eu lembro que depois você tinha que devolver a fantasia, e eu falei, toda inocente “aceita compania?” e você falou que aceitaria com muito gosto. Fomos de mãos dadas, conversando, rindo, trocando carinho. Se não me engano, uns dias antes você falou que queria conversar comigo, e nesse dia eu perguntei e você falou que ia deixar pra outra hora. Mas, nesse mesmo dia, combinamos de ir ao parque no fim de semana, onde iríamos conversar.
Chegando no parque, ficamos juntos, brincando, trocando carinhos, se divertindo. E eu, morrendo é medo. Pois é. Parte de mim falava “ele vai te pedir em namoro burra, olha só como vocês estão tão juntos”. Mas outra parte de mim dizia que você ia falar aquelas coisas de “eu não to pronto pra namoro agora, eu quero só curtir, bla bla bla.” Ai você começou a perguntar umas coisas, e eu morrendo de nervoso a cada pergunta. Gelei naquela “você sabe que eu vou embora né? Que vou pro RJ. Como se sente em relação a isso?”. Ate que, em meio de sorrisos nervosos (sim, eu percebi isso. E não adianta negar u.u) e olhares doces, você perguntou se eu queria namorar com você. Não vou negar, eu quis entrar naquele lago de felicidade.
Então, desde o dia 05 de janeiro de 2014, nós somos namorados. Somos amigos também. Somos o que eu acho de mais lindo em um relacionamento.
Se eu pudesse avaliar nosso relacionamento, colocaria nota máxima. A gente não briga, não discute, quando aparece algo a gente resolve. Claro, tem algumas coisinhas que deixa a gente abalado, mas claro, resolvemos isso e deixamos pra trás. Eu amo o jeito que a gente é.
Também amo cada noite que a gente passa junto. Como eu já disse, você é meu primeiro e único homem. E eu amo isso. Cara, eu amo tudo em você. Acho que isso é amor de verdade sabe. Você conhecer aquela pessoa, as manias, os defeitos, as qualidades, os sonhos, e querer fazer parte disso. E apoiar e gostar de tudo isso. É saber que aquela pessoa tem defeitos como qualquer pessoa, mas conviver com isso. Achar fofo até. E saber que não conseguiria viver sem ela, mas se tivesse que deixar ela ir, deixaria. Porque o que você mais quer na vida é ver ela feliz. E eu quero ver você feliz amor. Ainda mais se for do meu lado, e se eu for o motivo da sua felicidade. Eu quero de verdade constituir família com você. Eu nunca fui de ficar pensando nessas coisas, meu futuro sempre era uma Mari realizada na vida profissional. Mas, com você eu quero uma família, uma casa, um marido. Vejo um futuro pra gente. E, eu espero muito que isso aconteça.
Esse texto ficou meio grande, e não sei se ficou bom. Mas tudo que saiu aqui foi do coração. Pra finalizar, eu só queria te dizer uma coisinha: eu amo você, dono Wallace. Sou apaixonada como nunca fui por ninguém. Amo como nunca amei ninguém.”

http://pieguisse.tumblr.com/post/89000701453/eu-ainda-me-lembro-daquele-primeiro-dia-que-saimos

Anúncios
Citação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s