Abreu: ‘Temos armas para ganhar’


O atacante Loco Abreu, do Uruguai, passou de mero coadjuvante a um dos mais importantes personagens da Copa do Mundo após a cobrança de pênalti com cavadinha que garantiu ao seu país a vitória contra Gana e a vaga nas semifinais da Copa do Mundo da África do Sul. O jogador mostra, em suas entrevistas, uma grande lucidez ao responder as perguntas dos jornalistas. Por isso, o jogador passou a ser um dos mais procurados antes da partida desta terça-feira contra a Holanda.

Loco Abreu acredita que o Uruguai possa chegar à final da Copa

Abreu falou do rival, em entrevista ao jonal “El País”, analisando os pontos fortes e fracos dos holandeses.

– Eles têm uma equipe tipicamente europeia, com estilo de jogo rápido, dinâmico, muita força física e com jogadores que desequilibram individualmente. Tomam a iniciativa de atacar, mas quando perdem a bola, reagrupam-se rapidamente, ficando atrás da linha da bola, pressionando a saída dos adversários para o jogo. Mas, humildemente, nós também temos armas que nos dão confiança na vitória e na vaga na final.

Sem fazer comparações, o centroavante negou que o Uruguai possa chegar em desvantagem no aspecto físico.

– A única diferença que pode haver entre o jogo da Holanda contra o Brasil e o nosso contra Gana é que nós jogamos uma prorrogação, e tivemos todo o desgaste emocional de uma disputa de pênaltis. Nas semifinais, por tudo que representa historicamente ao nosso país voltar a estar entre as quatro melhores equipes do mundo, e por tudo que nos custou chegar até aqui, o aspecto emicional também joga. Mesmo que possa haver um certo desgaste físico, os sonhos estão intactos, e isso é muito importante.

Abreu finalizou a entrevista dando um conselho ao time, como se fosse uma espécie de segundo técnico.

– É preciso ter inteligência para que o aspecto físico não nos prejudique e tenha efeitos secundários no jogo. Temos que controlar os movimentos, falar durante todo o tempo, cobrir as diagonais constantemente, para que não haja um desgaste excessivo, distribuir a bola com critério… em todos esses pontos a nossa equipe amadureceu muito. Sabemos que a Holanda tem potencial para nos contragolpear e causar danos. Temos que ter atenção total.

Anúncios
Abreu: ‘Temos armas para ganhar’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s