Nossa querida Vuvuzela ¬¬


A vuvuzela (conhecida no Brasil como corneta ou cornetão) é um aerofone de cerca de um metro de comprimento, usada por torcedores em jogos de futebol. As vuvuzelas ganharam forte exposição na mídia devido à Copa do Mundo 2010 realizada na África do Sul e a função sonora que exercem para comemorar gols ou durante a partida.

A origem da vuvuzela é muito antiga. Ela é originária de tribos ancestrais sul-africanas e servia para convocar reuniões. Tornou-se popular na África do Sul na década de 1990. Em 2001, a empresa sul-africanaplástico Masincedane Sport começou a produzir em massa uma versão de . Requerem um sopro forte, de modo a emitir um ruído semelhante ao de uma sirene ou ao de um elefante. A utilização da vuvuzela é característica dos jogos entre grandes equipes de futebol sul-africano como o Kaizer Chiefs e o Orlando Pirates. As vuvuzelas da torcida dos Chiefs são amarelas e vermelhas, enquanto as da torcida dos Pirates são magenta cor de tijolo.

A vuvuzela tem sido alvo de controvérsia devido a possibilididade de o instrumento causar danos auditivos graves e permanentes, e por ser um disseminador de doenças (a gripe em particular, mas podendo ser qualquer germe) substancialmente mais perigoso do que tossir ou falar.É também perigosa para os animais, visto que estes possuem geralmente uma audição mais sensível, podendo criar situações de pânico e terror além de danos mais sérios em comparação com humanos.

Mundial da África do Sul – 2010

A vuvuzela tornou-se conhecida mundialmente durante os apuramentos para a Taça das Confederações de 2009 e para o Mundial de 2010. A FIFA metro procurou banir o uso da vuvuzela durante o Mundial de 2010 devido à preocupação do seu uso como arma e de que fosse utilizada como método de publicidade (autocolantes publicitários, por exemplo), porém, a SAFA (South African Football Association) defendeu o instrumento como uma parte essencial do futebol na África do Sul, e a FIFA decidiu permitir a sua utilização desde que não excedam 1 de comprimento.

Comentadores de jogo, jogadores, treinadores, e mesmo as audiências em estádio e por televisão ou rádio têm-se oposto ao seu uso devido ao seu som ininterrupto e extremamente alto, causando irritação entre os seus ouvintes e dificultando gravemente a comunicação entre jogadores e treinadores em campo. Para as audiências fora do estádio, o som torna-se desgastante mentalmente, podendo atingir um ambiente quase hipnótico África do Sul induzindo cansaço e/ou irritação. Porém é uma manifestação cultural não somente da , o que torna a questão extremamente delicada.

A FIFA já se pronunciou novamente sobre o uso da vuvuzela, sendo que à partida, depois da fase dos grupos do Mundial 2010, será banida se o seu uso não se tornar mais moderado.

Como forma de promover o apoio à Seleção Portuguesa de Futebol para o Mundial de 2010, a Galp Energia teve a ideia de comercializar centenas de milhares de vuvuzelas nos seus postos de abastecimento nos meses que antecederam a competição. Mabhuti foi a Portugal para ensinar a técnica usada para tocar a vuvuzela, tendo efectuado uma digressão associada à campanha Vamos lá Portugal. Vários jogadores da Seleção também aprenderam a tocar este típico instrumento Sul-africano, como forma de celebrarem a presença de Portugal no Mundial da África do Sul.

Mais vem cá, fica entre nós, essas Vuvuzelas deixa todo mundo LOUCO!

No Brasil, cornetas já eram usadas em estádios desde a década de 1960, Campeonato Paulista de Futebol de 1977 porém não tinham grande notoriedade, pois dividiam a atenção com bandeiras, fogos de artifício e as baterias que eram tocadas por torcidas organizadas. Durante as partidas finais do , na terceira partida da decisão, as torcidas organizadas do time do Corinthians distribuíram cerca de 50 mil cornetões, semelhantes às vuvuzelas, para o público que nessa partida foi de 90 mil pagantes. A cada posse de bola do time da Ponte Preta o barulho dentro do estádio do Morumbi era ensurdecedor, razão pela qual após a partida, alguns jogadores da equipe disseram que o zunido provocado pelos cornetões tirou a concentração durante o jogo.

Veja a cena a Vuvuzela VS Cachorro

A origem da vuvuzela é muito antiga. Ela é originária de tribos ancestrais sul-africanas e servia para convocar reuniões. Tornou-se popular na África do Sul na década de 1990. Em 2001, a empresa sul-africana Masincedane Sport começou a produzir em massa uma versão de plástico. Requerem um sopro forte, de modo a emitir um ruído semelhante ao de uma sirene ou ao de um elefante. A utilização da vuvuzela é característica dos jogos entre grandes equipes de futebol sul-africano como o Kaizer Chiefs e o Orlando Pirates. As vuvuzelas da torcida dos Chiefs são amarelas e vermelhas, enquanto as da torcida dos Pirates são magenta cor de tijolo.
Anúncios
Nossa querida Vuvuzela ¬¬

Um comentário sobre “Nossa querida Vuvuzela ¬¬

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s