Esquadrão Classe A | Diversão de grosso calibre


O maior medo antes de assistir uma sessão fechada deste filme foi lembrar que a bomba Força Policial era do mesmo diretor. Mas a grata surpresa foi ver que Joe Carnahan fez de Esquadrão Classe A um longa de ação de alta patente e o melhor: carregado de bom humor.

E se Você faz parte do time que nunca ouviu falar do seriado, não esquenta a cabeça porque não precisa ser fã para entender. O roteiro é enxuto e bem estruturado, explica bem os personagens e ninguém vai precisar de GPS para se achar na história.

A sequência inicial, inclusive, é um tremendo cartão de visitas. Se tem mentira? Claro!!! Mas o mais legal é não sentir o menor incômodo com isso. Embora na vida real, mentir seja alvo de controvérsias, no cinema, quando bem feito, é uma arte. Então seja bem vindo! As cenas são de tirar o fôlego. Como a do cais do porto que consegue, num breve momento, misturar cenas dignas de Homem Aranha e 2012.

Para a turma que gosta de pescar citações, tem de tudo. Para os antenados em jogos, tem “Call of Duty”, em música, tem Steely Dan, e teve até uma fusão bem humorada de Blue Man Group com o personagem de Mel Gibson em Coração Valente.

Em Esquadrão Classe A, Hannibal Smith (Liam Neeson) e seus amigos mercenários a serviço (?) do governo americano se envolvem numa trama bem bolada, cheia de reviravoltas, sobre falsificação de dólares em Bagdá.

Com texto inteligente (dentro do possível) e ação com criatividade (a cena na cabine fotográfica é um exemplo), é rápido, tem ritmo crescente, boa edição, trilha coerente e um elenco coeso que cumpriu muito bem a missão. E num filme onde a honra é a espinha dorsal, a medalha vai para o ator Sharlto Copley (Distrito 9) que, na pele de Murdock, rouba a cena em vários momentos.

Entre as curiosidades para os cinéfilos de plantão, uma cena que remete ao clássico Um Estranho no Ninho seguida de uma “crítica” ao cinema 3-D com uma sessão de Fugindo do Inferno. Hilária! Para os fãs do seriado, um dica: não saia antes do final dos créditos porque tem cena adicional memorável.

E assim como o Coronel Smith diz adorar quando um plano dá certo, dá para afirmar tranquilamente que Esquadrão Classe A não é um tiro que saiu pela culatra e “a última cartada” (com duplo sentido) de Carnahan tem munição de sobra até para uma sequência.

Anúncios
Esquadrão Classe A | Diversão de grosso calibre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s